Pilotis Brasão da PUC-Rio - voltar para a página principal d a universidade
ISSN 1516-6104
Rio de Janeiro, 19/11/2017
Departamento de Direito
Publicação Online

inicio do menu
item
 Primeira Página
inicio do menu
pixel
inicio do menu
item
Missão e Política Editorial
inicio do menu
separador
inicio do menu
item
Conselho Editorial
inicio do menu
separador
inicio do menu
item
Notas aos Colaboradores
inicio do menu
separador
inicio do menu
item
Normas de Publicação
inicio do menu
separador
inicio do menu
item
Indexação e Distribuição
inicio do menu
separador
inicio do menu
item
Contato
inicio do menu
separador
inicio do menu
item
Créditos
inicio do menu
pixel
inicio do menu
 BUSCA
consulta avançada
inicio do menu
pixel
Todos os Exemplares
   
   

  Nº 49, jul./dez.2016
Raciocínio Moral (Moral Reasoning) e Raciocínio Jurídico (Legal Reasoning) no Exercício da Jurisdição Constitucional
Por: Rafael de Oliveira Costa, Bruno Starke Buzetti e Lanaira da Silva


Resumo

O presente estudo pretende analisar a relação existente entre o raciocínio moral e o raciocínio jurídico nos processos de tomada decisão dos Tribunais Constitucionais, objetivando solucionar o embate entre validade e legitimidade no exercício da jurisdição constitucional. Trata-se de pesquisa que faz uso do raciocínio hipotético-dedutivo, valendo-se de dados de natureza primária (acórdãos e leis) e secundária (entendimentos doutrinários), permitindo concluir ser indispensável a construção de uma teoria não meramente descritiva dos processos de tomada de decisão, mas analítico-hermenêutico-argumentativa, no sentido de ser capaz de fixar parâmetros para o julgador avaliar a correção do raciocínio adotado na solução de casos concretos, substituindo a arbitrariedade pela justificação racional.

Palavras-chave: Raciocínio Moral; Raciocínio Jurídico; Legitimidade das decisões judiciais.


Moral Reasoning and Legal Reasoning in the Exercise of Constitutional Jurisdiction

Abstract

This study examines the relationship between moral reasoning and legal reasoning in decision-making processes of Constitutional Courts. The aim is to establish parameters to understand how they occur, resolving the conflict between validity and legitimacy in the exercise of constitutional jurisdiction. This research makes use of hypothetical-deductive reasoning, drawing on primary (judgments and laws) and secondary data (doctrinal understandings). It concludes that it is essential to build not a merely descriptive theory of decision-making processes, but analytic-hermeneutic-argumentative, to be able to set parameters for the judge to assess the correctness of the reasoning adopted in the solution of a concrete case.


Keywords: Moral Reasoning; Legal reasoning; Legitimacy of judicial decisions.


Raciocínio Moral (Moral Reasoning) e Raciocínio Jurídico (Legal Reasoning) no Exercício da Jurisdição Constitucional


Nº 49, jul./dez.2016



 

Outras matérias:

anterior < Democracia e Internet: Pensando a Limitação do Poder na Sociedade da Informação

próxima > El Caso en México de “Las Patronas” y el Premio Nacional de Derechos Humanos 2013

 

 
     
fim das matérias

Copyright:
As opiniões emitidas são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.Permite-se a
reprodução total ou parcial dos trabalhos, desde que explicitamente citada a fonte.
Abaixo rodapé  do site da PUC


Powered by Publique!